Gasolina tem preço médio de R$ 5,03; etanol compensa mais em algumas regiões

O preço da gasolina registrou aumento de 4,49% na primeira quinzena de fevereiro , com preço médio de R$ 5,03 no território nacional, avalia o Índice de Preços Ticket Log. Trata-se da primeira vez desde o início da catalogação dos preços em 2011 que a Ticket Log registra o valor médio nacional do combustível acima de R$ 5,00.

A gasolina está ficando mais cara desde junho do ano passado . Na comparação com maio de 2020, o aumento é de 25,7%. “O aumento mais significativo da gasolina no País foi registrado no Amazonas. Nos postos do Estado, os preços do combustível na primeira quinzena de fevereiro subiram 7,58% e o litro médio é de R$ 4,881. Em nenhum Estado houve redução dos preços”, destaca Douglas Pina, chefe de mercado urbano da Edenred Brasil.

A alta nos preços do combustível também atingiu o etanol , que registrou o oitavo aumento consecutivo no final de janeiro. Com 2,08% de acréscimo, o preço médio do combustível de cana-de-açúcar é de R$ 3,85. O maior aumento, de 9,8%, ocorreu no Pará, onde o etanol já custa R$ 4,41.

O Índice de Preços Ticket Log repercute que apenas a Região Sul registrou preço médio da gasolina abaixo de R$ 5,00. A região teve o segundo maior aumento do Brasil, de 4,57%, mas o acréscimo não foi suficiente para exceder o valor. À frente, a Região Norte, com aumento de 4,66% e preço médio de R$ 5,01. O mais caro litro médio da gasolina foi registrado no Centro-Oeste, de R$ 5,09.

Em relação ao etanol, tanto o Norte como o Centro-Oeste se destacam pelos menores aumentos, de 1,90% e 1,95%, respectivamente. É justamente no Centro-Oeste onde se encontra o etanol mais barato do Brasil, por R$ 3,60. . “Nos três Estados da Região, o etanol compensou mais para os consumidores em relação à gasolina, se considerada a margem de vantagem 70/30”, avalia Pina.

Fonte: iG