Reajuste da Petrobras ocorre em meio a queixas de distribuidoras por falta de diesel

Em meio à desconfiança do mercado em relação à política de preços da Petrobras, nas últimas semanas, a estatal anunciou nesta quinta-feira (18) um reajuste de 15% para o diesel, o maior aumento da companhia para o derivado desde o início de 2019, quando o presidente Roberto Castello Branco assumiu a petroleira.

A alta ocorre em meio à expectativa de crescimento da demanda nas próximas semanas e a queixas de distribuidoras de que a estatal não tem dado conta de atender, integralmente, às encomendas de clientes.

Na avaliação do líder da área de petróleo da consultoria Stonex, Thadeu Silva, ao se aproximar mais da paridade de preços de importação (PPI), embora a estatal ainda mantenha descontos em relação à referência internacional, a petroleira dá um sinal positivo ao mercado, num momento em que ela própria enfrenta dificuldades para suprir a demanda.

Para ler esta notícia completa, clique aqui.

Fonte: Valor Econômico