Regap fecha 2020 com retração de 8,9% na produção

A produção de derivados de petróleo na Refinaria Gabriel Passos (Regap), em Betim, na Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH), caiu 8,9% em 2020. Ao todo, foram processados 7,461 milhões de metros cúbicos, contra 8,195 milhões de metros cúbicos em 2019, como reflexo de um ano marcado pela contração da demanda.

Já quando considerada a produção da Petrobras em todo o País houve avanço de 2,8% de um ano para outro. De acordo com os dados da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), em 2020, a companhia produziu 107,8 milhões de metros cúbicos, uma média de 1,828 milhão de barris por dia.

O óleo diesel puxou a produção na refinaria mineira no exercício anterior, com 3,61 milhões de metros cúbicos processados. Houve baixa de 2,3% sobre o acumulado de 2019, quando foram produzidos 3,695 milhões de metros cúbicos.

Logo em seguida veio a gasolina C, com 1,826 milhão de metros cúbicos. Na comparação com um ano antes houve queda de 11%, já que naquele ano o processamento de gasolina C pela refinaria foi de 2,061 milhões de metros cúbicos no Estado.

A Regap ainda fabricou 541,7 mil metros cúbicos de gás liquefeito de petróleo (GLP) em 2020. Um ano antes foram 579,9 mil metros cúbicos, indicando recuo de 6,5% entre os exercícios. Para ler esta notícia, clique aqui.

Fonte: Diário do Comércio