Preço da Gasolina subiu 17% desde maio, aponta pesquisa

18/12/2020

De maio até a primeira quinzena de dezembro, o preço da gasolina sofreu um aumento de 17%, de acordo com Índice de Preços Ticket Log (IPTL), que tem como base abastecimentos realizados nos 18 mil postos credenciados da Ticket Log. O combustível foi registrado na média de R$ 4,684 o litro nos primeiros quinze dias deste mês e já está maior do que o valor encontrado nas bombas em março — quando apresentou a média de R$ 4,628.

O levantamento ainda revelou que a gasolina está 1,4% mais cara em comparação ao mês passado. No entanto, ainda assim, segue sendo a melhor opção para o abastecimento em 23 estados brasileiros, de acordo com a relação 70/30 do que o etanol. Isto é, se o valor do combustível renovável for superior a 70% do preço da gasolina, é mais vantajoso optar pela gasolina.

“O litro do etanol só vale mais a pena do que a gasolina nos estados de Goiás, Mato Grosso, Minas Gerais e São Paulo. Em todos os outros estados brasileiros, a gasolina compensou mais no bolso do consumidor”, pontua Douglas Pina, Head de Mercado Urbano da Edenred Brasil.

Entre as regiões brasileiras, a gasolina mais cara foi encontrada no Centro-Oeste, sendo comercializada a R$ 4,764 o litro. O Sul foi a região onde o valor mais barato foi encontrado: a gasolina foi vendida na média de R$ 4,470 nas bombas.

“Dentro do território brasileiro, a gasolina chegou a variar quase 7% nos primeiros quinze dias de dezembro e a tendência é de aumento nessa diferença até o final deste ano”, conclui o Pina.

Fonte: Jornal Extra