Gasolina x etanol: sobe número de Estados onde o álcool é mais vantajoso

09/09/2020

Pesquisa realizada pela Ticket Log, obtida com exclusividade por UOL Carros, aponta que subiu a quantidade de Estados nos quais é mais vantajoso abastecer com etanol na comparação com a gasolina.

Segundo o levantamento mais recente da empresa especializada em administração de frotas, relativo a agosto, o abastecimento com o combustível derivado da cana-de-açúcar está mais barato em oito Estados, mais o Distrito Federal.

Em julho, o etanol foi a opção mais acessível em sete unidades da Federação.

No mês que passou, o valor médio de todos os combustíveis apresentou elevação de 3% nos postos, informa a Ticket Log.

A exceção ficou por conta do GNV (Gás Natural Veicular), que recuou 2% na média nacional.

O aumento médio da gasolina foi de 3%, na comparação com julho, e o percentual chegou a 3,51% na Região Centro-Oeste.

Por sua vez, o álcool ficou 2% mais caro e foi na Região Norte que ele mais encareceu: 3,69%.

O preços dos dois combustíveis têm subido ao longo dos últimos meses, com pico de 5% para a gasolina em julho e de 4% para o etanol em junho.

“Desde que avançou a retomada das atividades em algumas regiões do País, a gasolina tem apresentado comportamento de alta. O combustível segue sendo o mais vantajoso frente ao etanol na maioria das regiões brasileiras, correspondendo às expectativas com o anúncio da chegada da nova gasolina nas bombas”, analisa Douglas Pina – head de mercado urbano da Edenred Brasil, dona da Ticket Log.

Como é feito o cálculo

A definição dos Estados onde o etanol é mais vantajoso tem como base o IPTL (Índice de Preços Ticket Log).

O índice aponta o custo em reais por quilômetro rodado, levando em conta o preço médio do litro do combustível e o consumo médio – fixado em 8,5 km/l para o álcool e em 11,5 km/l para a gasolina. Evidentemente, há variações, dependendo do veículo.

É preciso considerar que o combustível de origem vegetal eleva o consumo em aproximadamente 30%, com variação para baixo ou para cima. Por esse motivo, só vale a pena usar etanol quando a diferença no preço supera percentualmente o gasto extra de combustível.

Fonte: UOL Economia