Raízen e Ultrapar podem fazer oferta por Repar nesta quinta

28/08/2020

A Petrobras espera receber na quinta-feira ofertas vinculantes para a refinaria Presidente Getúlio Vargas, conhecida como Repar, e os grupos Raízen e a Ultrapar Participações SA aparecem entre os candidatos, disseram fontes à Reuters.

A Raízen, joint venture entre a Shell com o conglomerado de energia e logística Cosan, se aliou a um fundo estrangeiro, enquanto a Ultrapar, dona da Rede Ipiranga, ganhou um acionista de peso recentemente, e ambas são vistas como candidatas de peso pela Repar, acrescentaram fontes familiarizadas com o assunto.

A refinaria, quinta maior do país, é a segunda a ir à venda como parte do plano da Petrobras de privatizar parte do seu parque de produção de combustíveis e acabar com seu quase monopólio no refino.

A Repar, com capacidade para processar 208 mil barris por dia, ou 9% da capacidade do país, atende os estados do Paraná, Santa Catarina, São Paulo e Mato Grosso.

Esta localização torna a Repar um bom ativo para Ultrapar e Raízen, que têm grandes negócios de distribuição de combustíveis nessas regiões.

A Raízen juntou-se à empresa de private equity americana Global Infrastructure Partners (GIP), conforme noticiou a Reuters em janeiro, para disputar as refinarias. A GIP tem mais de 50 bilhões de dólares em ativos sob gestão.

Fonte: Reuters