BNDES inicia venda de ações da Petrobras e pode levantar R$ 23 bi

22/01/2020

O BNDES deu ontem o primeiro passo para a venda de ações da Petrobras. A medida era esperada desde o ano passado, quando o banco anunciou os planos para se desfazer de sua carteira bilionária de participações em empresas. Em documento enviado à Securities and Exchange Commission (SEC, o órgão regulador do mercado americano), a Petrobras informa que o BNDES iniciou a oferta de 611,8 milhões de ações ordinárias (com direito a voto). O banco tem no total 734,2 milhões de papéis ordinários, o equivalente a 10% do total, e é o segundo maior acionista da Petrobras, atrás apenas do governo federal. Caso a oferta seja ampliada e ele consiga se desfazer de todos os papéis, poderia levantar cerca de R$ 23 bilhões, considerando o valor do fechamento das ações ontem. A venda de ações da Petrobras é parte da estratégia do governo de Jair Bolsonaro para reduzir o papel da União na economia.

Considerando a participação total (papéis com e sem direito a voto), o BNDES detém 13,09% do capital da Petrobras. A venda de ações já era prevista, mas o banco de fomento esperou a abertura de capital da Saudi Aramco, que ocorreu em dezembro, o maior lançamento de ações da história.

A operação abrange uma oferta internacional e uma no mercado local. Com o volume de ações à venda, trata-se da maior operação desde a capitalização da Petrobras, em 2010, quando a empresa vendeu R$ 120 bilhões de suas próprias ações. A operação foi realizada para custear a cessão onerosa (processo pelo qual a União cedeu à Petrobras o direito de explorar 5 bilhões de barris no pré-sal).

Fonte: O Globo