Preço do diesel retoma o pico um ano após a greve

17/05/2019

A greve dos caminhoneiros completa um ano, no próximo dia 21, num momento sensível em que os preços médios do litro do diesel atingem seus maiores patamares em 2019, nas bombas, e se aproximam dos R$ 3,8 registrados às vésperas da paralisação do ano passado, de acordo com levantamento da empresa de pesquisa de mercado Triad Research. A exemplo de maio de 2018, a inflação nos postos se repete – embora em ritmo menor -, e as ameaças de uma nova greve se reacendem. Passado um ano, problemas estruturais no transporte permanecem, mas o mercado de combustíveis já não é exatamente o mesmo.
Mudanças como o fim do monopólio da Petrobras no refino ainda são promessas. O movimento de 2018, no entanto, agitou o governo e as empresas: os subsídios voltaram à realidade do mercado brasileiro; a Petrobras acabou com os ajustes praticamente diários e aumentou a transparência de seus preços; a BR Distribuidora criou o cartão caminhoneiro, uma espécie de cartão pré-pago que reduz os efeitos das oscilações dos preços para o motorista; e uma agenda de mudanças regulatórias para o setor de combustíveis entrou em debate.
Para ler esta notícia, clique aqui.

Fonte: Valor Econômico