Secretaria autoriza construir usina de etanol de milho em Nova Mutum

08/04/2019

A secretaria Estadual de Meio Ambiente (Sema) autorizou, por meio de emissão de licença prévia, a implantação da usina de etanol de milho Ethanol Bioenergia S.A., em parceria com a O+ Participações e a multinacional paraguaia Inpasa. Esta é a primeira fase do licenciamento ambiental, autorizando o planejamento e a concepção do empreendimento. O próximo passo, agora, é a emissão da licença de instalação, para que as obras comecem.

A planta produzirá 9.200 toneladas de óleo de milho por ano, farelos com altos teores de fibra e proteína para ração animal (DDGS e DDG) e energia elétrica com a biomassa utilizada nas caldeiras. As obras iniciam em abril e a indústria deve entrar em operação no segundo semestre de 2020. O investimento é de R$ 800 milhões.

Conforme Só Notícias já informou, a FS Bioenergia, joint venture entre a Summit Agricultural Group e a Tapajós Participações (ex-Fiagril), anunciou a implantação de outra indústria de etanol e coprodutos 100% a partir do milho em Nova Mutum. Esta planta deve receber investimentos na ordem de R$ 1 bilhão.

Segundo o CEO da FS Bioenergia, Rafael Abud, a indústria terá capacidade de processar 1,3 milhão de toneladas de milho por ano, além produzir 530 milhões de litros de etanol ano. A unidade também irá gerar 340 mil toneladas de farelo de milho e 17 mil toneladas de óleo de milho por ano. A construção da indústria será às margens da MT-235, a 11 quilômetros do centro de Nova Mutum, sentido Santa Rita do Trivelato, em uma área de 122 hectares. A perspectiva é iniciar as obras ainda em maio.

Segundo a FS Bioenergia a indústria terá capacidade de armazenamento de 430 mil toneladas de milho, que vai gerar mais oportunidades na compra do milho local e negociação direta com o produtor. Outro fator positivo destacado é a geração de empregos diretos e indiretos durante o período de construção da indústria que deve girar em torno de 1.500 postos.

A companhia também pretende incentivar a plantação de uma floresta de 30 mil hectares de eucalipto para produção de biomassa que será principal fonte de energia das instalações. Neste sentido a expectativa da FS Bioenergia é de que a indústria terá capacidade de gerar 130 mil MWV de energia, suficiente para abastecer uma cidade com 55 mil habitantes.

Fonte: Só Notícias