Efeitos da greve dos caminhoneiros derrubam consumo de gasolina

20/12/2018

O mercado de combustíveis sentiu os efeitos da greve dos caminhoneiros ocorrida em meados deste ano, em especial o da gasolina C comercializada nos postos.De acordo com estimativas da Associação Nacional das Distribuidoras de Combustíveis, Lubrificantes, Logística e Conveniência (Plural), as vendas do produto devem fechar o ano com queda de 13,4%, em relação a 2017.

O cenário mais complicado para o mercado de gasolina levou a um crescimento expressivo das vendas do etanol hidratado este ano, que devem registrar alta de 42,2%, ante 2017. Ainda assim, o mercado total de combustíveis para veículos de ciclo otto (gasolina e etanol) deve recuar 3,5%, na mesma comparação, devido à maior participação da gasolina neste grupo. Já o mercado de diesel, mais aderente ao PIB, deve registrar um ligeiro aumento – de 1,4% – neste ano, em relação a 2017.

Fonte: Valor Econômico