Começa nesta segunda-feira a fase de testes do ‘Cartão-Caminhoneiro’

20/05/2019

A partir desta segunda-feira tem início a fase de testes do “Cartão Caminhoneiro” nos estados do Paraná, São Paulo e Rio de Janeiro. Segundo a BR, além dos profissionais autônomos, o cartão será disponibilizado para transportadores e embarcadores. A solução funcionará como cartão pré-pago na compra de diesel, em postos com a bandeira Petrobras nos principais corredores rodoviários do país.
O objetivo, segundo a BR, é dar mais segurança e garantia ao caminhoneiro autônomo em relação às oscilações do preço do óleo diesel. Segundo a BR, o caminhoneiro poderá transferir valores para seu cartão e fazer a conversão dos valores para litros de óleo diesel, que podem ser utilizados em até 30 dias na rede de postos da Petrobras. No último mês, o preço do diesel vendido pela Petrobras nas refinarias passou de R$ 2,1432 para R$ 2,3047 – uma alta de 7,5%.

Os caminhoneiros já podem realizar um pré-cadastramento pelo www.cartaodocaminhoneiro.com.br. “Após o lançamento definitivo, o cadastro poderá ser feito também via aplicativo, call center ou presencialmente, em locais a serem divulgados”, informou a BR.

– Entendemos que existe uma oportunidade de mercado e conseguimos desenvolver uma solução segura e viável economicamente. É um produto que gera valor para a BR, nossos revendedores e caminhoneiros – afirma o diretor executivo de Rede de Postos e Varejo da Petrobras Distribuidora, Marcelo Bragança.

A criação do cartão foi uma das soluções pensadas pela Petrobras para amenizar a variação do preço do diesel no país para os caminhoneiros.

Na transmissão ao vivo feito pelo presidente Jair Bolsonaro em uma rede social, o ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, falou sobre o cartão caminhoneiro.
– O cartão dará mais segurança e flexibilidade aos caminhoneiros e garantir o preço até 30 dias. Se o preço subir, ele compra mais barato. Se cair, pode pegar o dinheiro no cartão e comprar mais combustível. No dia 25 de junho, o cartão será estendido a todo o Brasil – disse Albuquerque.

Fonte: O Globo